Todos os posts com a tag: #Moradores de rua

Não… Não é normal

Não é normal ver o aumento de moradores de rua; o aumento da violência contra mulher e crianças; o aumento de pessoas, como crianças, jovens e idosos vendendo balas nos semáforos; pessoas revirando lixo em busca de alimentos; pessoas pedindo esmolas nas calçadas; ver os bares e botecos completamente lotados nas periferias, pois seus frequentadores não têm emprego; o aumento da evasão escolar nas periferias; a venda de ossos de boi como opção de alimentos; inflação a acima de 10% ao ano; o aumento do desemprego que chega a 15% da população brasileira; a desindustrialização do país em prol do agronegócio impactando diretamente no meio ambiente…. Não é normal. Não é normal ficar inerte e conceber estas imagens como corriqueiras, se a sociedade atua com normalidade diante destes fatos, então a sociedade está doente. Se os governantes acham que apenas o “ajuste do mercado” e a própria meritocracia é capaz de resolver estes problemas, há algo de errado é necessário que a organização social por meio de coletivos entre outras associações, como igrejas, sindicatos, agremiações …

Moradores de rua: números de pessoas morando nas ruas aumentam a cada dia

“No nosso caso, queríamos um lugar para ficar sossegado, não debaixo de uma lona. Nós não dormimos direito, pois não sabemos se vamos acordar no dia seguinte, entendeu? Já vi várias pessoas morrerem queimadas”, afirmou tristemente segurando um cigarro e olhando o que restou de sua barraca e seus poucos pertences em baixo de uma árvore.(Depoimento do morador de rua Aguinaldo de Jesus de Oliveira) No inicio de fevereiro o ato do padre Júlio Lancelotti, coordenador da Pastoral do Povo de Rua foi destaque na imprensa por quebrar à marretadas os blocos de paralelepípedos debaixo do elevado da Zona Leste, para que moradores de rua pudessem se alocar no local. O ato do padre revela o aumento dos moradores de rua por toda a cidade de São Paulo. A última pesquisa de 2019 realizada pela FIPE (Fundação Instituto de Pesquisas Econômicas) revelou 25 mil pessoas vivendo nas ruas, deste número, 3% são crianças, ou seja, cerca de mil crianças. A colocação de blocos de pedras debaixo dos viadutos não é invenção do prefeito Bruno Covas …