Todos os posts em: Opinião

Pq Ibirapuera tem que voltar a ser do povo

Muitos foram ao parque pensando que o evento era gratuito, porém os shows aconteceram em um espaço reservado com igressos custando cerca de R$ 200. Racionais Mcs e Marcelo D2 foram algumas atrações particulares dentro do parque público. O Parque Ibirapuera, cartão-postal da cidade de São Paulo, está sob responsabilidade de uma empresa privada, a Construcap, sob o nome Urbia, desde 2019. A empresa assinou contrato com a prefeitura para assumir a gestão no dia 20 de dezembro daquele ano, mas só começou a efetivamente gerir o espaço em outubro do ano passado. Além do Ibirapuera, considerado a cereja do bolo desse contrato, outros cinco parques também faziam parte do pacote, que prevê a exploração comercial destes espaços. A princípio gerou um grande debate em relação a suposta cobrança para ingressar no parque, o que não aconteceu para os pedestres, ao contrário para quem quer estacionar, que paga uma taxa de R$ 12 durante a semana e R$ 14 aos finais de semana. Além disso, a empresa colocou inúmeras bicicletas e triciclos a disposição. Não …

Empatia não é verbo!

Está na moda uma palavra muito bonita que é “empatia”, um substantivo que se define em se colocar no lugar do outro. Palavra moderna que é utilizada nas mídias sociais, imprensa e principalmente na educação. Se colocar no lugar do outro, tornou-se uma forma que combater as injustiças ou até mesmo de se fazer justiça com determinadas ações, quando as dificuldades do outro é identificada. Entretanto, muitas vezes esta palavra não é verbalizadas como deveria. Se colocar no lugar do outro pode trazer, na maioria das vezes, apenas a “comoção” de tentar sentir o que o outro está passando, ou sentindo, ou ainda… Sofrendo. E na maioria das vezes não há ação necessária pela falta de recursos, tantos físicos, psicológicos ou materiais. Isto porque, a visão “empática” é sempre de mão única, ou seja, acontece sempre na posição privilegiada de uma pessoa em relação à outra. Não é uma via de mão dupla, onde um se coloca no lugar do outro, mas sim de quem está em uma posição superior em relação ao outro. Palavras …

Momento de crise

Por Dom Pedro Carlos Cipollini – Bispo de Santo André Frequentemente ouvimos dizer que nossa sociedade está em crise, uma crise sem precedentes, porque afeta diretamente o ser humano: “crise antropológica”. A crise em si mesma não é ruim, tanto na vida pessoal como social, pois nos faz crescer, se a assumimos e buscamos soluções. Como a própria palavra diz no seu significado original grego, crise é momento de separação, discernimento e escolha.  A crise que atravessamos no seu aspecto mais evidente é uma crise moral, ética. Perdemos referências e valores morais. Não há reação ao mal, à má administração, à violência, nem preocupação com o sofrimento alheio. É a vitória da esperteza e do levar vantagem em tudo. Principalmente falta direção ao conjunto da sociedade para resolver os graves problemas que a afeta.  Nestes últimos anos, cresceu o número dos moradores de rua nas cidades, a fome vai se espalhando. As vítimas de um sistema social injusto e desigual, numa sociedade onde há sempre mais ricos, à custa da multiplicação da miséria, tendem a …

Contra a xenofobia – O Nordeste é referência intelectual e cultural

Por Professor Gabriel Rocha A Bahia, estação primeira do Brasil – como diz o saudoso baiano Caetano Veloso – é a barriga que gesta grandes talentos à cultura nacional. Não só na Bahia, o Nordeste, que carrega o estigma de povo burro, é, na verdade, o alicerce cultural do Brasil, além de ter excelentes resultados educacionais no ENEM e em olimpíadas nacionais. Esses dados, contrapõem qualquer adágio requentado de que o povo nordestino é insignificante à cultura nacional: longe disto, as adversidades são superadas por esse povo tão amistoso que paira para além dos obstáculos e faz boa produção cultural desde outrora, vide Luíz Gonzaga, Flávio José, Alceu Valença, Ivete e tantos mais. A xenofobia nos últimos tempos tem tomado proporções significativas, e terminantemente abomináveis, contra o povo nordestino, dado o aparecimento de caricaturas fascistas no Brasil que expandem os ataques a esse povo, motivados pela assistência do Estado de horrores e iniquidades. O escritor austríaco Stefan Zweig mudou-se ao Brasil em função da perseguição nazista na Europa. Zweig, ao chegar aqui, impressionado com o …

Monopolizando Deus

Infelizmente a briga política chegou às igrejas que aderiram desde as últimas eleições presidenciais, se posicionarem em prol de um candidato. Nem todas, é claro, pois ainda existem instituições sérias, entretanto grande parte das denominações “evangélicas”, não só se tornaram uma “igreja partidária”, como agora, resolveram criticar, punir e até expulsar de seus bancos, quem discorde ou quem votar em candidatos contrários a suas ideologias, ou seja, quem assumir que tem um posicionamento aos partidos de esquerda. Trata-se de uma das ações mais perversas da atual extrema direita, se igualando aos “cristãos” da Idade Média, que em nome de “deus” mataram milhares de pessoas nas Cruzadas por meio de suas “fogueiras santas”. Esta atual perseguição das igrejas feitas por dezenas de pastores de várias denominações, estão espalhadas pelas mídias e redes sociais e ganhou ainda mais força com o posicionamento da Igreja Presbiteriana no inicio de Julho, que ordenou punição a qualquer membro ou pastor da igreja que se declararem de esquerda. Devido a grande repercussão negativa, os lideres voltaram atrás e afirmam que existe …