Autor: Sergio Pires

Consertando o tempo do Jd. Miriam há 40 anos

João Avelino, o relojoeiro de 61 anos, está há mais de 40 anos na Praça do Jardim Miriam, consertando o “tempo” das pessoas, com os seus mais diversos tipos de relógios. Todos que passam apressadamente pela Praça do Jardim Miriam talvez nunca tenham percebido o seu trabalho, já os que veem o tempo com mais calma, conhecem a importância do trabalho de Avelino, que fica horas e horas em uma pequena banca, entra um açougue e a Padaria do Jardim Miriam, consertando e remontando relógios, tanto os digitais, como os mais antigos e seus ponteiros, marcadores de horas e segundos. Os ponteiros dos relógios de Avelino estão ainda ajustados no passado, pois quando chegou ao Jardim Miriam, via o bairro com a esperança de ser uma “nova Santo Amaro”, pelo volume de pessoas que desciam dos ônibus que faziam ponto final na Praça do Jardim Miriam, nos anos 70. Vislumbrou-se com o tempo e montou uma relojoaria na Praça. Avelino conta que o tempo foi passando e o bairro foi ficando para trás, pois mudaram …

População realiza ato em prol do CEU Cidade Ademar

Dezenas de movimentos sociais, artistas regionais, veículos de comunicação da região, políticos e população, realizaram um ato para a construção do CEU Cidade Ademar na Vila Joaniza. No último sábado, dia 14 de maio, o Movimento pelo CEU Cidade Ademar – coletivo que reúne dezenas de organizações sociais – junto com a população realizaram um ato em apoio à construção do CEU Cidade Ademar. O evento aconteceu na Praça da Vila Joaniza e reuniu ainda alguns artistas locais e ainda várias lideranças comunitárias e também algumas autoridades e representantes políticos que compareceram em apoio ao futuro Centro Educacionais Unificados (CEU) no terreno do Clube da Caixa localizado no bairro. A reinvindicação principal é a aceleração da possível desapropriação de parte do terreno pertencente à Associação de Pessoal da Caixa Econômica Federal, popularmente conhecido como Clube da Caixa, como pagamento de dívidas de IPTU. Por outro lado, o clube luta na justiça pela isenção destes impostos, já que a Prefeitura concedeu isenções de IPTU a clubes como São Paulo, Palmeiras, Corinthians, entre outros. Os movimentos populares …

Enel lança campanha de segurança nas construções civis e os perigos dos pipas

 Com o objetivo de alertar sobre os perigos da rede elétrica campanha é integrada a ações das quatro distribuidoras do grupo (São Paulo, Rio de Janeiro, Ceará e Goiás) – Interação de usuários com games é uma das novidades da campanha. A Enel Brasil, um dos maiores grupos privados do setor de energia do País, lança campanha de segurança para a população. Além das já tradicionais ações de redes sociais, spots em rádios e outdoor social em comunidades, a companhia leva pela primeira vez mensagens na rede elétrica para jogos online. Na campanha, assinada pela Ogilvy, intitulada Movimento pela Vida, a Enel abordará os riscos relacionados a diversas atividades como pipas, construção civil, poda de árvores, fios partidos. A veiculação alcançará as populações dos estados onde estão as quatro distribuidoras da empresa no País: São Paulo, Rio de Janeiro, Ceará e Goiás. Além das peças mais gerais, algumas serão adaptadas para as realidades regionais, como no caso de Goiás, que terão peças mencionando riscos envolvidos na rede elétrica para o agronegócio, já que a área de concessão abrange também …

Trabalhadores comemoram 1º de Maio na Praça do Jardim Miriam

O último domingo, 1º de maio, foi diferente para os frequentadores da Praça do Jardim Miriam. Além da tradicional “Feira do Rolo” que acontece todas as semanas no local, houve também a comemoração do Dia do Trabalho com as intervenções por meio de artes, política e poesias para quem passava pelo local. O evento foi organizado pelo Comitê de Lutas de Cidade Ademar Pedreira e Jabaquara, com apoio da subprefeitura de Cidade Ademar e Apeoesp Santo Amaro e Rádio Poste. De acordo com Agnaldo Passa, um dos organizadores do evento, a manifestação do Dia do Trabalho foi uma ação conjunta e ainda foi divulgado um manifesto, que sairá no site Expresso Periférico. Agnaldo relata que, durante o ato, algumas pessoas retrucavam de forma violenta por meio de palavras ofensivas. “Outra e a provável forma violenta nas ruas durante as eleições, as provocações e as manifestações da direita tem sido um treinamento e mediação de forças que aconteceram no jardim Miriam. Fomos provocados por quatro pessoas. Homens brancos que nem de longe fazem parte do povo …