Cidade Ademar, Notícias
Deixe um comentário

Região da Cidade Ademar tem 26 áreas de risco sendo monitoradas

Climatempo prevê novas chuvas até o final de fevereiro, preocupando as autoridades locais e coloca população em alerta.

As fortes chuvas que aconteceram no final de janeiro e na primeira semana de fevereiro trouxeram preocupações, para os moradores locais. De acordo com a SubPrefeitura da Cidade Ademar, a região conta com 26 áreas de risco de escorregamento de encosta e de solapamento de margens de córregos, tanto como o do Cordeiro, como o Zavuvus. Neste período, a Avenida Cupecê registrou vários pontos de alagamentos em toda a sua extensão e dezenas de semáforos ficaram sem funcionar causando transtornos para quem passasse pelo local.

A Prefeitura informou ainda que há ainda outras áreas de risco de enchentes e de inundações que estão são avaliadas no Mapeamento de Risco Hidrológico, que é realizado em assentamentos precários e ainda está em desenvolvimento. De acordo com o site Clima Tempo ocorrerão fortes chuvas nos próximos dias até o final de fevereiro o que preocupa as autoridades locais.

Um destes locais foi registrado pelo site Foco do Jardim Miriam, que mostra uma casa desabando na Rua Belarmino Belisário de Araújo, na região da Pedreira, assim como imagens dos alagamentos da Avenida Cupecê. Veja o vídeo.

Diante das fortes chuvas que aconteceram, a Prefeitura de São Paulo, por meio da Subprefeitura Cidade Ademar, informa que, todas as equipes de limpeza, remoção e zeladoria estão empenhadas realizando os serviços necessários, a fim de diminuir os transtornos causados.

Segundo a Subprefeitura, somente em 2021, foram retiradas mais de 47 toneladas de detritos dos córregos da região, dos piscinões foram mais de 5 mil toneladas, em mais de 13 mil metros quadrados. Além disso, mais de 1.500 bocas de lobo, grelhas e poços de visita foram limpos, inclusive com troca de tampas.

De acordo com informações da Secretaria Municipal de Segurança Urbana, a região da Cidade Ademar e Pedreira tem 26 áreas de risco de escorregamento de encosta e solapamento de margem de córrego mapeadas pela Defesa Civil. Os relatórios e as delimitações das áreas estão disponíveis no portal GeoSampa.

Imagem do Foco No Jardim Miriam.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s